você está em: formas de uso > 3. construção de marca

formas de uso

do TikTok que fazem sentido para veículos jornalísticos

3. construção

de marca

São conteúdos que não têm a função de informar, mas sim de inserir e moldar a imagem do jornal no imaginário do público.

Em geral, são feitos de 3 formas:

— Gestão de comunidade

— História e conquistas do jornal

— Dia a dia da redação

Gestão

de

comunidade

Alguns veículos pedem sugestões de temas para próximos conteúdos, ou pedem que os usuários decidam, por meio dos comentários, entre algumas das pautas apresentadas (exemplo 1).

Outra possibilidade é criar um vídeo em resposta a algum comentário que foi feito em outras publicações, incorporando o comentário no novo vídeo (exemplo 2). Assim, o público percebe que seu engajamento é significativo para o jornal, já que seu comentário pode, inclusive, ser a base de novos conteúdos.

1.

Le Monde

07/11/2020

Além de mostrar um pouco de como é estar sozinha numa redação vazia por conta da pandemia, a jornalista pede que os usuários "a ajudem" a escolher o tema do próximo vídeo, estimulando a participação da audiência.

2.

USA Today 

07/11/2020

O vídeo foi feito a partir do comentário de uma seguidora em outro post da conta: ela questiona o que aconteceria num cenário de empate nas eleições presidenciais dos EUA. 

O comentário fica fixado na tela do vídeo, recurso próprio do TikTok. 

História e

conquistas

do jornal

Aqui entram todos os fatos que tenham a ver com a trajetória do jornal: curiosidades sobre a história da empresa; conquistas antigas ou recentes; e até decisões editoriais relacionadas ao conteúdo produzido. 

O Estado de S. Paulo

17/09/2020

Nesse exemplo, o jornalista João Abel usa o recurso da tela verde para contar a história do cavaleiro do símbolo do Estadão.

O vídeo cumpre com diferentes diretrizes condutas típicas da rede: os 3 primeiros segundos apresentam o tema do tiktok; toda o vídeo é guiado pela figura do apresentador; e os cortes e o recurso da tela verde dão dinamicidade à narrativa.

dia a dia

da 

redaCão

Mostrar o que acontece dentro da redação do jornal é uma ótima forma de aproximar os leitores à marca. Mais do que produtos informativos de qualidade, o público do TikTok quer ver autenticidade nas pessoas que compõem a instituição: essa personalização permite que os usuários se identifiquem com os jornalistas — e, por tabela, se sintam mais próximos do jornal em si. 

Isso não significa, contudo, que os jornalistas devam agir como influenciadores e produzir conteúdos sobre quaisquer temas de seu cotidiano. A ideia é mostrar o dia a dia dos jornalistas que trabalham ali; ou seja, o que acontece com essas pessoas na qualidade de jornalistas. Conteúdos que personalizem para além dessas fronteiras até podem ser adequados para o TikTok — mas talvez caibam mais nos perfis pessoais de cada um do que na página oficial do jornal. 

Jornal da Record

08/08/2020

Aqui, foi aproveitado um áudio que estava em alta no TikTok no momento (mais de 200 mil vídeos produzidos com ele). 

Ao mesmo tempo, a situação relatada — alguém confundindo a repórter com estagiária — humaniza a jornalista, o que aproxima a base de seguidores. 

você está em: formas de uso > 3. construção de marca

veja também:

Desenhando digital

2. Criação de conteúdos direcionados

Stack of Newspapers

1. EXTENSÃO

DE CONTEÚDOS

DO JORNAL

Mulher no celular

4. EDUCAÇÃO MIDIÁTICA